Preparo da família para a revelação do hiv na infância: Experiências de enfermeiras

Autores

  • Renata de Moura Bubadué Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires (FACESA), Brasil
  • Ivone Evangelista Cabral Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) Ní/ EEAN/UFRJ, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.3.2020.385-399

Palavras-chave:

HIV; Revelação da Verdade; Enfermagem Pediátrica.

Resumo

A participação da enfermeira/o no processo de revelação do HIV/AIDS na infância é pouco explorado na literatura. Objetivos: desvelar a experiência de enfermeiras no preparo de familiares para revelar condição HIV soropositiva da criança. Métodos: Pesquisa qualitativa desenvolvida com o Método Criativo e Sensível, com 13 enfermeiras no Rio de Janeiro, Brasil. Dados tratados com análise de discurso de Orlandi. Resultados: Os discursos de preconceito e estigma estrutural representam obstáculos à participação da enfermeira no processo de preparo de familiares para revelar o HIV/aids à criança que é soropositiva. Conclusões: Reconhece-se o direito de a criança ter acesso a informação sobre sua condição, desde que de forma segura e numa linguagem clara e atraumática, o que requer um preparo prévio de quem fará a revelação.

Downloads

Publicado

2020-07-08

Como Citar

Bubadué, R. de M. ., & Cabral, I. E. . (2020). Preparo da família para a revelação do hiv na infância: Experiências de enfermeiras. New Trends in Qualitative Research, 3, 385–399. https://doi.org/10.36367/ntqr.3.2020.385-399