Estratégias de informação: A perspetiva da pessoa com doença pulmonar obstrutiva crónica

Autores

  • Cristina Saraiva Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, Portugal
  • Deolinda da Luz Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.3.2020.464-478

Palavras-chave:

Literacia em Saúde; Comunicação em Saúde; Estratégias de Informação; DPOC, Enfermagem

Resumo

A literacia em saúde é essencial para a promoção da qualidade dos cuidados em saúde porque facilita a comunicação entre os profissionais de saúde e os utentes.  O baixo nível de literacia em saúde é prevalecente nas pessoas com DPOC. Este influencia a capacidade de compreensão da informação na não adesão ao regime terapêutico, a consciência tardia do prognóstico, o aumento de readmissões hospitalares e a dependência dos cuidados de saúde. Para uma segura, eficaz e apropriada transmissão da informação pretendemos analisar de que forma os níveis de literacia em saúde afetam as necessidades de informação e o acesso à mesma, face às necessidades e preferências da pessoa com DPOC. Para identificação destas realizamos entrevistas semiestruturadas e análise interpretativa e semântica do conteúdo). Definiram-se 2 dimensões, o conhecimento e a informação. Na dimensão da informação, identificámos 3 categorias: transmissão, nível de compreensão e estratégia. Nesta última categoria, delineamos as subcategorias: auditiva, leitura, tecnologia digital, recurso de proximidade e demonstração. Nos resultados encontrados foi a estratégia da associação da transmissão oral com demostração, repetição e retorno, complementada com informação escrita, de frases simples, claras e com imagens ou fotografias, que melhor contribui para o conhecimento e compreensão da informação.

Downloads

Publicado

2020-07-08

Como Citar

Saraiva , C. ., & Luz, D. da. (2020). Estratégias de informação: A perspetiva da pessoa com doença pulmonar obstrutiva crónica. New Trends in Qualitative Research, 3, 464–478. https://doi.org/10.36367/ntqr.3.2020.464-478