A Desqualificação Social da classe média em Portugal: Uma abordagem qualitativa

Autores

  • Catarina Vieira da Silva Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais Universidade Católica Portuguesa - Portugal
  • Francisco Branco Faculdade de Ciências Humanas Universidade Católica Portuguesa - Portugal

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.9.2021.21-33

Palavras-chave:

Classe Média, Públicos Diferenciados, Desqualificação Social, Serviço Social, Abordagem qualitativa, QDA

Resumo

A presente investigação, tem como objeto central da pesquisa, analisar as principais dinâmicas de vulnerabilização que afetam a classe média, procurando-se compreender designadamente as dimensões relacionadas com a crise económica, quebra de rendimentos, processos de desagregação e rutura familiar, desqualificação social e sofrimento social. Este trabalho baseou-se, como um dos principais eixos teo?ricos de pesquisa, no ensaio de Serge Paugam sobre a nova pobreza. Partindo deste conceito como representac?a?o e categoria anali?tica, elaborou-se uma proposta de releitura do conceito de desqualificac?a?o social perante os desafios da classe me?dia face a? crise econo?mica contempora?nea. A pesquisa adotou uma estratégia de cariz qualitativo, com base em entrevistas a cidadãos de classe média que experienciaram no presente e passado recentes processos de desqualificação social, tendo sido reunido um corpus de vinte entrevistas com base no princípio da máxima heterogeneidade. No que se refere à codificação e categorização utilizou-se o software MAXQDA para a análise de dados qualitativos.Os dados recolhidos indiciam que estamos perante cidadãos que se afastam dos atributos apontados pela literatura à classe média, em consequência das trajetórias de mobilidade social descendente ou mobilidade ascensional estagnada provocadas pelos processos de vulnerabilização económica e social a que foram submetidos. Esta investigação permitiu ainda concluir que todos os entrevistados sofreram processos de mobilidade social descendente ou exposição a dinâmicas de mobilidade ascensional estagnada, evidenciando-se que uma grande parte dos cidadãos não recorre aos serviços de apoio e ação social, mobilizando preferencialmente as redes de apoio e solidariedade familiar.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Catarina Vieira da Silva, & Francisco Branco. (2021). A Desqualificação Social da classe média em Portugal: Uma abordagem qualitativa. New Trends in Qualitative Research, 9, 21–33. https://doi.org/10.36367/ntqr.9.2021.21-33