Efeitos da situação pandémica COVID19 nos processos de aprendizagem e de investigação social: Resultados preliminares de um estudo exploratório qualitativo com estudantes em formação pós-graduada numa Instituição de Ensino Superior portuguesa

Autores

  • Sandra Saúde Instituto Politécnico de Beja e CICS.NOVA – Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais, Portugal
  • Ana Isabel Rodrigues Instituto Politécnico de Beja, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.9.2021.66-78

Palavras-chave:

COVID19, Efeitos na Aprendizagem, Efeitos na Investigação Social, Ensino Superior, Formação Pós-graduada

Resumo

Os confinamentos obrigatórios e as regras de distanciamento físico e social impostos, um pouco por todo o Mundo desde inícios de 2020, devido à situação pandémica resultante do COVID19, alteraram profundamente as dinâmicas societais e de relação interpessoal. Entre o conjunto de atividades humanas afetadas destaca-se a da aprendizagem que foi forçada a transitar de um modo predominantemente presencial para online. Adicionalmente, e especialmente para os que desenvolvem investigação social, a esta mudança juntou-se o desafio de adaptação dos processos de pesquisa que, na área social, são estruturalmente baseados na riqueza da interação, preferencialmente, direta e presencial com o objeto de estudo. A fim de compreender a forma como tão significativas mudanças influenciaram a dinâmica de aprendizagem e de investigação, foi desenvolvido um estudo, de perfil exploratório e qualitativo, junto de estudantes em formação pós-graduada numa Instituição de Ensino Superior portuguesa. Para o efeito recolheram-se, via online e em dois momentos temporais distintos, as narrativas descritivas da sua opinião sobre os efeitos da situação vivenciada.  A análise de conteúdo categorial temática efetuada, com o complemento exploratório do software T-LAB, permitiu concluir que para os estudantes, em análise, a situação influenciou negativamente a aprendizagem e o desenvolvimento dos processos de investigação. A quebra da vivência social plena forçou percursos de aprendizagem e de investigação muito individualizados e muito mais exigentes em termos de organização, motivação e resiliência pessoal. Acrescem as dificuldades sentidas ao nível da compatibilização do trabalho académico com a vida familiar, e, sobretudo, dos efeitos colaterais do medo e/ou da tristeza resultantes da manutenção da situação pandémica durante tanto tempo.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Sandra Saúde, & Ana Isabel Rodrigues. (2021). Efeitos da situação pandémica COVID19 nos processos de aprendizagem e de investigação social: Resultados preliminares de um estudo exploratório qualitativo com estudantes em formação pós-graduada numa Instituição de Ensino Superior portuguesa. New Trends in Qualitative Research, 9, 66–78. https://doi.org/10.36367/ntqr.9.2021.66-78