Agenda 2030 - Traffic in Brazil: Education and Continuing Training

Authors

  • Selma Aparecida Leite de Andrade Universidade Federal de Goiás - UAECSA - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC SP- Programa de Pós Graduação em Serviço Social - Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Ensino e questões metodológicas NEMES, Brasil
  • Maria Dulce Santiago de Carvalho Centro Universitário Presidente Tancredo de Almeida Neves UNIPTAN – Minas Gerais, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.9.2021.163-171

Keywords:

Agenda 2030, SDG, Traffic, Education, Continuous Training

Abstract

This study addresses the interface between the Sustainable Development Goals (SDG), from Agenda 2030, and the road traffic in Brazil. It relates economic, political, social and health aspects to education and the continuous training of drivers. It brings up the debate on Social Psychology and psychological assessment as an alternative for prevention. In Brazil, traffic mainly victimizes children and young people between 5 and 29 years old and compromises 3% of GDP per year on those events. In this context, the question arises: to what extent the characteristics of drivers impact the formulation of public policies for education and traffic training? The study aims to know, interpret, and analyze the characteristics and perceptions of Brazilians regarding the act of driving. With an exploratory feature and with a mixed quali-quantitative method, it starts from the bibliographic and documentary review. In the sample, composed of 120 spreadsheets with driver data between 2016 and 2020, it was selected information about sex, profession, education, relationship, and perception with the act of driving. The assortment of these data was supported by the Web Quantitative Data Analysis tool (webQDA). The results show the prevalence of males, secondary education, diversity in the profession and the driver’s license as access to Work, Livelihood and Survival. Content analysis considers the characteristics of drivers to be relevant in the development of education policies for traffic and emphasizes continuous training as an essential strategy. The research supported by webQDA proved to be fruitful. It is recommended to expand the use of its resources in future studies. Prioritizing cognitive, regional, and cultural particularities of subjects in education and continuous training policies without transition in the interface with the SDGs and the 2030 Agenda results in mobility benefits for the whole society.

References

ABRAHE. Fraseologia De Tráfego Aéreo. (2021) Disponível em: https://www.abraphe.org.br/arquivos-pdf/noticias/mca-100-16-2021-01-04.pdf

Brasil. (1997). Lei nº 9.503. De 23 de Setembro. Código de Trânsito Brasileiro. Disponivel em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9503.htm.

Brasil. (2005). Portaria MS/GM n.737, de 16/5/01, publicada no DOU n.96 seções 1E de 18/5/2001a.2. ed. Ministério da Saúde. Brasília, DF.

Brasil. (2007). Lei nº 6.286. De 05 de Dezembro. Programa Saúde na Escola. Diário Oficial da União. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6286.htm

Brasil. (2009). Departamento Nacional de Trânsito. Diretrizes nacionais da educação para o trânsito, Ministérios das Cidades, Brasília. Disponível em: http://www.viasseguras.com/educacao/educacao_ao_transito_regulamentacao/diretrizes_nacionais_da_educacao_para_o_transito/portaria_denatran_147

Brasil. (2013). Diretrizes curriculares nacionais gerais da educação básica/ Ministério da Educação. Secretária de Educação Básica. Diretoria de Currículos e educação integral. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/julho-2013-pdf/13677-diretrizes-educacao-basica-2013-pdf/file

Brasil. (2017). Ministério da Saúde. DATASUS - Departamento de informática do SUS. Disponível em: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0205&id=6940&VObj=http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?sim/cnv/ext10

Brasil. (2018). Salvar VIDAS - Pacote de medidas técnicas para a segurança no trânsito. Organização Mundial da Saúde e Organização Pan-Americana da Saúde. Licença: CC BY-NC-SA 3.0 IGO. Brasília, DF. Disponível em: https://www.afro.who.int/sites/default/files/2018-05/9789275320013-por.pdf

Brasil. (2005). Política nacional de redução da morbimortalidade por acidentes e violências: Portaria MS/GM n.737, de 16/5/01, publicada no DOU n.96 seção 1E de 18/5/2001a. 2. ed. Ministério da Saúde. Brasília, DF.

Brasil. (1997). Lei nº 9.503. De 23 de Setembro. Código de Trânsito Brasileiro. CTB. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9503Compilado.htm

Brasil. (2016). Decreto nº 8.892. De 27 de Outubro. Comissão Nacional para os ODS. Brasíli, DF.

Cruz, R. M.; Wit, P, A. J. M.; & Souza, C. Z. (2017). Manual de Psicologia do Trânsito. Nila Press. São Paulo.

Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). São Paulo. Disponível em: https://www.cptm.sp.gov.br/Pages/Home.aspx

Empresômetro. Frota Brasileira De Veículos Em Circulação. Disponível em: http://www.automotivebusiness.com.br/abinteligencia/pdf/estudo_frota_completo.pdf

Günther, H. (2011). Günther, H. (2011) Ambiente, Psicologia e Trânsito: Reflexões sobre uma integração necessária. In M. H. Hoffmann; R. M. Cruz, & J.C. Alchieri (Orgs). Comportamento Humano no Trânsito. Casa do Psicólogo. São Paulo, SP.

Guimarães, J. B.; Sandri, P.;& Hegele, R. (2019). Transitando pela Psicologia do Trânsito no Brasil: ontem, hoje e amanhã. Evangraf. Porto Alegre.

Hoffmann, M. H; Cruz, R. M.; & Alchieri, J. C. (2003). Comportamento humano no trânsito. Casa do Psicológo. São Paulo.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2015). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD. Diponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/educacao/9127-pesquisa-nacional-por-amostra-de-domicilios.html?=&t=o-que-e

Lamounier, R; & Rueda, F. J. M. (2005). Avaliação psicológica no trânsito: perspectiva dos motoristas. Revista de Psicologia da Vetor Editora. P.36.

Metro CPTM. mapa de estações do Metrô. São Paulo. Disponível em: https://www.metrocptm.com.br/veja-o-mapa-de-estacoes-do-metro-e-cptm/

Orgnização Mundial da Saúde. Segurança No Trânsito Nas Américas. (2016). Washington, D.C. Disponível em:

https://iris.paho.org/bitstream/handle/10665.2/31315/9789275719121-por.pdf?sequence=1&isAllowed=y

RUAVIVA. (2014). Paz no Transito. Instituto da Mobilidade Sustentável. Arq. Nazareno Stanislau Affonso. Disponível em: http://www.ruaviva.org.br/paz-no-transito.html#:~:text=O%20tr%C3%A2nsito%20no%20Brasil%20vive,ocorre%20uma%20morte%20por%20acidente.&text=Al%C3%A9m%20das%2030%20mil%20mortes,%2C%2035%25%20com%20les%C3%B5es%20permanentes.

Rozestraten. R. J. A. (1988). Psicologia do trânsito: conceitos e processos básicos. São Paulo.

Sarto, A. S. B.; Gimeniz, J. P. S. R. (2020). Contribuições Da Pós-Graduação Sobre Educação Para O Trânsito. São Paulo.

Trasportes Metropolitanos. São Paulo. Disponível em: http://www.metro.sp.gov.br/

Viecili, J. (2003). Ansiedade e comportamento de dirigir. In M. H. Hoffmann; R. M. Cruz, & J.C. Alchieri (Orgs). Comportamento Humano no Trânsito. Casa do Psicólogo. São Paulo, SP.

Vasconcellos, E. A. (1998) O que é trânsito. 3a ed. Ver. Ampl. São Paulo.

Published

2021-07-08

How to Cite

Selma Aparecida Leite de Andrade, & Maria Dulce Santiago de Carvalho. (2021). Agenda 2030 - Traffic in Brazil: Education and Continuing Training. New Trends in Qualitative Research, 9, 163–171. https://doi.org/10.36367/ntqr.9.2021.163-171

Issue

Section

Chapters

Similar Articles

You may also start an advanced similarity search for this article.