Metodologias qualitativa e visual no estudo da parentalidade digital: Desafios metodológicos

Autores

  • Alexandra Maria Barradas Batista Universidade de Évora, Portugal
  • Rosalina Pisco Costa Universidade de Évora e CICS.NOVA, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.9.2021.286-292

Palavras-chave:

Cultura Popular, Métodos, Relações Familiares, Socialização, Tecnologias da Informação e Comunicação

Resumo

Este texto antecipa e reflete criticamente sobre um conjunto de obstáculos de natureza metodológica e epistemológica no contexto mais amplo de um estudo qualitativo destinado a compreender o modo como os usos que pais e filhos fazem da tecnologia de informação e comunicação (TIC) enformam a construção social em torno da parentalidade competente. Inspirada pela generalização recente de dispositivos tecnológicos e de software, que possibilitam e facilitam a comunicação à distância, esta investigação visa a desocultação da experiência da parentalidade digital, numa abordagem qualitativa, intensiva e em profundidade. A recolha de dados será efetuada através de entrevistas semiestruturadas e histórias familiares (episódios), de forma a que as pessoas entrevistadas partilhem com a investigadora diferentes segmentos de interação em rede (e.g.: WhatsApp, Facebook) que ajudem a ilustrar, expandir ou contrapor as experiências narradas como socialmente significativas.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Alexandra Maria Barradas Batista, & Rosalina Pisco Costa. (2021). Metodologias qualitativa e visual no estudo da parentalidade digital: Desafios metodológicos . New Trends in Qualitative Research, 9, 286–292. https://doi.org/10.36367/ntqr.9.2021.286-292