Pesquisa qualitativa na pandemia da COVID-19: Uma experiência com homens e o tema da violência doméstica

Autores

  • Wanderlei Abadio de Oliveira Programa de Pós-Graduação em Psicologia Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Brasil
  • Juliana Cristina Magrin Programa de Pós-Graduação em Psicologia Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Brasil
  • Julia Maria Terossi Carvalho Programa de Pós-Graduação em Psicologia Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.114-120

Palavras-chave:

Pandemia, Pesquisa Qualitativa, Violência

Resumo

Introdução. A pandemia da COVID-19 impactou a área da saúde, diferentes setores da sociedade, assim como a saúde mental das pessoas e o desenvolvimento de pesquisas com delineamentos diversos. Objetivos. Esse estudo teve como objetivo refletir sobre as dificuldades colocadas à pesquisa qualitativa em tempos de pandemia e o modo de as ultrapassar a partir de um relato de experiência. Métodos. Trata-se de um estudo descritivo, qualitativo, do tipo relato de experiência. Na análise da experiência foi utilizada a técnica expressivo-criativa “redemoinho de ideias”. Resultados. A experiência foi exitosa, principalmente, no que se refere ao recrutamento de público-alvo para a pesquisa qualitativa. Na prática científica experienciada e relatada todos os pontos fortes de entrevistas on-line empregadas em pesquisas científicas foram alcançados: maior abrangência geográfica dos participantes; economia de recursos financeiros e redução de tempo na coleta de dados, maior segurança sanitária para participantes e pesquisadores e a possibilidade de investigar tópicos socialmente sensíveis (como a violência doméstica ou o ser violento) sem grandes constrangimentos. Na análise da experiência, verificou-se que a vivência da pandemia no campo da individualidade mobilizou sentimentos negativos e a perspectiva de que a pandemia seria situação temporária, mas sem potencial para afetar a pesquisa proposta. As respostas institucionais favoreceram a superação da crise e o surgimento de alternativas metodológicas. A resolução para os problemas enfrentados pelos pesquisadores passou por um processo heurístico de inventar novas formas de acessar fatos ou os fenômenos de interesse. Conclusões. Espera-se contribuir para a reflexão sobre as possibilidades do uso da tecnologia a partir de um caso específico, além de ampliar a discussão sobre a importância do detalhamento de métodos, instrumentos e procedimentos de coleta de dados em futuros estudos qualitativos desenvolvidos on-line.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Wanderlei Abadio de Oliveira, Juliana Cristina Magrin, & Julia Maria Terossi Carvalho. (2021). Pesquisa qualitativa na pandemia da COVID-19: Uma experiência com homens e o tema da violência doméstica. New Trends in Qualitative Research, 8, 114–120. https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.114-120