Adolescentes que vivem com necessidades especiais de saúde: Análise do discurso emancipatório

Autores

  • Andressa da Silveira Departamento de Ciências da Saúde, Universidade Federal de Santa Maria - Universidade Federal de Santa Maria, Palmeira das Missões, Brasil
  • Eliane Tatsch Neves Departamento de Enfermagem, Universidade Federal de Santa Maria, Brasil - Universidade Federal de Santa Maria, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.701-706

Palavras-chave:

Discurso, Adolescente, Poder, Saúde da Pessoa com Deficiência, Pesquisa Qualitativa

Resumo

Introdução: Adolescentes com necessidades especiais de saúde (CRIANES) necessitam de cuidados de saúde para sua sobrevivência que vão além dos cuidados requeridos por outros adolescentes. Objetivo: Apresentar a construção do discurso emancipatório de adolescentes com necessidades especiais de saúde a respeito das possibilidades de viver a adolescência com demandas de cuidados. Método: Pesquisa de abordagem qualitativa, descritiva e exploratória. A produção de dados foi mediada pela leitura de prontuários, entrevista semiestruturada e construção de genogramas e ecomapas de 35 adolescentes atendidos no ambulatório de especialidades. As enunciações foram gravadas em mídia digital, transcritas e submetidas à análise de discurso francesa de Pêcheux. Resultados: Os discursos representam um conjunto de atitudes capazes de romper com um padrão imposto pela família e pelos profissionais de saúde, em que os adolescentes são vistos somente pelas demandas de cuidados de saúde. Conclusões: Os adolescentes almejam ser vistos por suas possibilidades, como sujeitos no mundo e não apenas pelas demandas de cuidados para sua sobrevivência.

 

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Andressa da Silveira, & Eliane Tatsch Neves. (2021). Adolescentes que vivem com necessidades especiais de saúde: Análise do discurso emancipatório. New Trends in Qualitative Research, 8, 701–706. https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.701-706