Rede cegonha: Visão de gestantes e profissionais de saúde acerca de sua operacionalização

Autores

  • Flávia Vernaschi Lima Departamento Regional de Saúde de Marília – SP, Brasil
  • Sílvia F. Rocha Tonhom Faculdade de Medicina de Marília – FAMEMA, SP, Brasil
  • Mara Q. Chirelli Faculdade de Medicina de Marília – FAMEMA, SP, Brasil
  • Kátia T. Alves Rezende Faculdade de Medicina de Marília – FAMEMA, SP, Brasil
  • Cássia R. F. Biffe Peres Faculdade de Medicina de Marília – FAMEMA, SP, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.727-735

Palavras-chave:

Assistência à Saúde Materno-Infantil, Rede Cegonha, Sistema Único de Saúde.

Resumo

Introdução: A Rede Cegonha (RC) se propõe a reorganizar a saúde materna e infantil, por meio de ações para o enfrentamento das altas taxas de mortalidade destes segmentos e a formação de uma rede de proteção à mulher e à criança.. Objetivo: analisar a operacionalização da RC em uma Região de Saúde do Estado de São Paulo, a partir da percepção de usuárias e de profissionais de saúde. Método: Estudo qualitativo por meio de entrevistas individuais com 25 usuárias e quatro grupos focais com profissionais da saúde de três municípios de pequeno porte de uma região de saúde. Os dados coletados foram tratados utilizando a análise de conteúdo, modalidade temática. Resultados: Foram abordados os seguintes temas: o ator que exerce o cuidado na perspectiva da gestante; desafios identificados pelas equipes. Conclusão: Embora as ações da RC tenham sido reconhecidas pelas usuárias com alguns apontamentos para melhoria, existem relatos de vulnerabilidade. Ressalta-se, ainda, a utilização das ferramentas propostas pela Política Nacional de Humanização e Política de Humanização do Pré Natal, Parto e Nascimento, cuja atuação participativa e colaborativa dos atores que produzem a saúde possibilita melhores arranjos para o cuidado e, consequentemente, experiências mais seguras e plenas para as mulheres.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Flávia Vernaschi Lima, Sílvia F. Rocha Tonhom, Mara Q. Chirelli, Kátia T. Alves Rezende, & Cássia R. F. Biffe Peres. (2021). Rede cegonha: Visão de gestantes e profissionais de saúde acerca de sua operacionalização. New Trends in Qualitative Research, 8, 727–735. https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.727-735