Comunicação no cuidado em saúde: Concepções e vivências de discentes e docentes de Enfermagem

Autores

  • Maria Wanderleya Coriolano-Marinus Universidade Federal de Pernambuco, Brasil
  • Caio Heinrich Correia de Sá 1Universidade Federal de Pernambuco, Brasil
  • Rayanne Lima Universidade Federal de Pernambuco, Brasil
  • Adelia Karla Falcão Soares Universidade Federal de Pernambuco, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.828-837

Palavras-chave:

Comunicação em saúde, Estudantes de Enfermagem, Docentes, Educação em Saúde, Pesquisa Qualitativa

Resumo

A habilidade de comunicação envolve o intercâmbio entre mensagens verbais e não verbais entre indivíduos. No campo da enfermagem, constitui uma habilidade no processo de cuidado aos usuários e ferramenta de trabalho entre diferentes profissionais para o cuidado centrado no usuário/família, sendo relevante durante o processo de formação na graduação. Ao longo do processo formativo do estudante de enfermagem, deve-se considerar diferentes contextos e fatores que podem repercutir na prática profissional. Objetivos: analisar as concepções dos professores e estudantes do curso de graduação de enfermagem acerca da comunicação em saúde. Métodos: estudo descrito, exploratório com abordagem qualitativa. Foi desenvolvido a partir das técnicas de narrativas (com estudantes de graduação em enfermagem) e entrevistas semiestruturadas com docentes de enfermagem, a partir de questões nortearas sobre o conceito de comunicação, suas vivências sobre comunicação durante a formação e  a comunicação entre enfermeiros e usuários. Os dados foram analisados a partir  da geração de códigos descritivos e analíticos, para a categorização.  Resultados: Foram coletados dados narrativos de 131 estudantes e 10 entrevistas de docentes.  Os dados foram agrupados em três categorias: 1) Conceitos da comunicação, suas formas de expressão; 2) Comunicação no cuidado de enfermagem, sua relação e aplicação no trabalho do enfermeiro; 3) Aplicações da comunicação no contexto da educação dos graduandos de enfermagem. Conclusões. Estudantes e docentes de enfermagem reconhecem a importância da comunicação, porém mencionam a carência de ferramentas e práticas que tornem  os usuários mais participantes das decisões envolvidas no cuidado. Tais aspectos precisam ser abordados ao longo do processo de formação, por meio da mediação docente.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Maria Wanderleya Coriolano-Marinus, Caio Heinrich Correia de Sá, Rayanne Lima, & Adelia Karla Falcão Soares. (2021). Comunicação no cuidado em saúde: Concepções e vivências de discentes e docentes de Enfermagem. New Trends in Qualitative Research, 8, 828–837. https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.828-837