Interatividade Educativa Preservando o Desenvolvimento de Prematuros: Pesquisa Convergente Assistencial

Autores

  • Márcia Helena de Souza Freire Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Paraná, Brasil
  • Karoline Petricio Martins Hospital de Clínicas, Universidade Federal do Paraná, Brasil
  • Ivete Palmira Sanson Zagonel Faculdades Pequeno Príncipe, Curitiba, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.838-847

Palavras-chave:

Recém-nascido Prematuro, Unidades de Terapia Intensiva Neonatal, Enfermagem, Educação Continuada, Tecnologia Educacional

Resumo

Introdução: Na prática assistencial intensiva neonatal com integração dos cuidados a? novas tecnologias, é necessária a adequação ambiental e interatividade educativa. Tem-se como questão norteadora: Como promover a reflexão com interatividade, junto à equipe de profissionais de unidade intensiva, com base nas evidências científicas, sobre os cuidados com o desenvolvimento do recém-nascido prematuro? Objetivo: descrever parte do processo de uma Pesquisa Convergente Assistencial (PCA), ancorada pela Matriz de Design Instrucional, visando a intervenção nos cuidados aos recém-nascidos pré-termos em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Método: Pesquisa realizada entre junho e agosto de 2020. Para o cumprimento de uma das etapas da PCA foram desenvolvidas nove oficinas instrucionais. Estas foram organizadas com aulas interativas audiovisuais gravadas por profissionais de saúde da instituição, disponibilizadas por ferramenta Wiki®, na Plataforma Moodle com evidências de produções científicas, perguntas disparadoras, chat e proposta de intervenção. Participaram 68 profissionais que prestam cuidados intensivos ao recém-nascido. Resultados: Os recursos utilizados nas oficinas veicularam aspectos do cuidado ao recém-nascido prematuro, incentivando o (re)conhecimento das repercussões fisiológicas da imaturidade, dentre elas: a imaturidade e as deficiências e comprometimento intelectual e neurológico; consequências das manipulações excessivas; a termorregulação e sobrevivência dos neonatos; contextos de vulnerabilidade familiar e, a importância do acolhimento; os desafios do aleitamento materno ao RNPT; o processo fisiológico do estresse e da dor e, a relevância de um protocolo institucional para alívio. Conclusão: o processo interativo remoto não síncrono, conduzido como parte do desenvolvimento metodológico da Pesquisa Convergente Assistencial, culminou com o estabelecimento participativo de um protocolo institucional inovador para manuseio mínimo do prematuro. Suscitou aos profissionais a releitura de sua prática e, a descoberta de novos conhecimentos favoráveis ao cuidado com o desenvolvimento do recém-nascido prematuro crítico.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Márcia Helena de Souza Freire, Karoline Petricio Martins, & Ivete Palmira Sanson Zagonel. (2021). Interatividade Educativa Preservando o Desenvolvimento de Prematuros: Pesquisa Convergente Assistencial. New Trends in Qualitative Research, 8, 838–847. https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.838-847