Análise das crenças sobre a adesão às vacinas contra a Covid-19 em um grupo de jovens Brasileiros

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.14.2022.e614

Palavras-chave:

Saúde, COVID-19, Crenças, Vacinas, IRaMuTeQ.

Resumo

Introdução: No contexto da pandemia da COVID-19, além dos problemas relativos à saúde pública, destaca-se também um cenário de desordem informacional, marcado por disputas ideológicas e informações falsas sobre a vacina. Objetivo: o presente artigo buscou analisar as crenças de jovens brasileiros sobre a adesão às vacinas  contra a COVID-19. Como referencial teórico utilizou-se a Teoria da Ação Planejada (TAP). Método: A pesquisa contou com a participação de 36 pessoas, com idades entre 19 e 29 anos (Média = 21,66; DP = 1,99), recrutadas por redes de contatos. Como instrumento de coleta de dados, contou-se com um  formulário eletrônico, composto por 28 questões, 13 relacionadas aos aspectos sociodemográficos e 15 sobre o que pensam a respeito da adesão às vacinas contra COVID-19. Para organizar e analisar os dados foi utilizado o  software Iramuteq através das técnicas de nuvem de palavras e análise de similitude. Resultados: Os principais resultados demonstraram que os termos "esperança", "necessário", "sonho" e "maravilhoso" apresentaram uma elevada frequência, ou seja, foram alocados como palavras centrais nas narrativas dos jovens. Ademais, foi possível observar uma articulação entre os termos "vacina", "vírus", "morte", "normal", "ciência" e "informação", indicando que a maioria dos respondentes adere à  vacinação contra a COVID-19 e avalia essa medida de prevenção como uma estratégia necessária para a promoção da saúde. Por outro lado, a crença relativa ao receio dos efeitos colaterais da vacina também foi evocada pelos participantes. Conclusão: A amostra revelou que mesmo diante do negacionismo em relação à vacinação no Brasil, os participantes da pesquisa demonstraram crenças favoráveis sobre a imunização contra a COVID-19, estando entre as principais justificativas, a sensação de esperança de um futuro melhor e da possibilidade de garantia dos direitos da população.

Referências

Adhikari, S. P., Meng, S., Wu, Y. J., Mao, Y. P., Ye, R. X., Wang, Q. Z., ... & Zhou, H. (2020). Epidemiology, causes, clinical manifestation and diagnosis, prevention and control of coronavirus disease (COVID-19) during the early outbreak period: a scoping review. Infectious diseases of poverty, 9(1), 1-12. https://doi.org/10.1186/s40249-020-00646-x.

Ajzen, I. (1991). The theory of planned behavior. Organizational Behavior and Human Decision Process, 50(2), 179-211.

Ajzen, I., & Fishbein, M. (2000). Attitudes and the attitude-behavior relation: Reasoned and automatic processes. European review of social psychology, 11(1), 1-33.

Andrews, J. L., Foulkes, L., & Blakemore, S. J. (2020). Peer influence in adolescence: Public-health implications for COVID-19. Trends in Cognitive Sciences, 24(8), 585-587. https://doi.org/10.1016/j.tics.2020.05.001

Antunes, B. B. D. P., Peres, I. T., Baião, F. A., Ranzani, O. T., Bastos, L. D. S. L., Silva, A. D. A. B. D., ... & Bozza, F. A. (2020). Progressão dos casos confirmados de COVID-19 após implantação de medidas de controle. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, 32, 213-223.

Bee, G. R., Pinto, D. D., Silva, A. C. C. A., Oliveira T., & Arrigo, J. S. (2022). Vacinas contra COVID-19 disponíveis no Brasil. Brazilian Journal of Development, Curitiba, 8(1), 6246-6263.

Bosnjak, M., Ajzen, I., & Schmidt, P. (2020). The theory of planned behavior: selected recent advances and applications. Europe's Journal of Psychology, 16(3), 352. 10.5964/ejop.v16i3.3107

Camargo, B. V., & Justo, A. M. (2013). Tutorial para uso do software de análise textual IRAMUTEQ. Florianopolis-SC: Universidade Federal de Santa Catarina.

Camargo, B. V., & Justo, A. M. (2016) Tutorial para uso do software IRAMUTEQ. Laboratório de Psicologia Social da Comunicação e Cognição: Universidade Federal de Santa Catarina.

Caputo, A. (2020). Comparing theoretical models for the understanding of health-risk behaviour: Towards an integrative model of adolescent alcohol consumption. Europe's Journal of Psychology, 16(3), 418. 10.5964/ejop.v16i3.2213

Castro, R. (2021). Vacinas contra a Covid-19: o fim da pandemia? Physis: Revista de Saúde Coletiva, 31, p. e310100. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73312021310100

Domingues, C. M. A. S. (2021). Desafios para a realização da campanha de vacinação contra a COVID-19 no Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 37(1). https://doi.org/10.1590/0102-311X00344620

Dowd, J. B., Andriano, L., Brazel, D. M., Rotondi, V., Block, P., Ding, X., ... & Mills, M. C. (2020). Demographic science aids in understanding the spread and fatality rates of COVID-19. Proceedings of the National Academy of Sciences, 117(18), 9696-9698. https://doi.org/10.1073/pnas.2004911117

Fernandes, S. C. S., Bezerra, D. S., de Sousa, D. D. S., da Silva, G. G. G., & Lima, M. D. (2019b). Teoria da Ação Planejada: aplicabilidade e eficácia. Interação em Psicologia, 23(1). 10.5380/psi v23i1.55695

Fernandes, S. C. S., Correia, K. P. B., Pennaforte, R. J. Chagas, J. A. A. S., & Santos, N. T G. O. (2021). Reflexões sobre a higienização com álcool como medida preventiva à Covid-19. IN S. C. S. Fernandes, & V. H. Souza (org), Adesão e acesso às medidas preventivas à Covid-19 à luz da teoria da ação (pp.47-55). Edufal. Disponível em http://edufal.com.br/produto/a-adesao-e-acesso-as-medidas-preventivas-a-covid-19-a-luz-da-teoria-da-acao-planejada/.

Fernandes, S. C. S., & Cortez, P. A. (2021). A teoria da ação planejada e a predição de comportamentos em saúde: a importância das crenças em contexto de crise. IN S. C. S. Fernandes, & V. H. Souza (org), Adesão e acesso às medidas preventivas à Covid-19 à luz da teoria da ação (pp.9-19). Edufal. Disponível em http://edufal.com.br/produto/a-adesao-e-acesso-as-medidas-preventivas-a-covid-19-a-luz-da-teoria-da-acao-planejada/.

Fiocruz. (2022). Brasil celebra um ano da vacina contra a Covid-19. Disponível em https://portal.fiocruz.br/noticia/brasil-celebra-um-ano-da-vacina-contra-covid-19. Acessado em 17 março de 2022.

Fishbein, M., & Ajzen, I. (2011). Predicting and changing behavior: The reasoned action approach. Taylor & Francis.

Freitas, M. B. A., Oliveira, M. S., & Maciel, I. M. E. (2021). ADESÃO À VACINA CONTRA A COVID 19 PELA COMUNIDADE ACADÊMICA DO UNIFUNEC. Unifunec Ciências da Saúde e Biológicas, 4(7), 1-14. https://doi.org/10.24980/ucsb.v4i7.4838

Guerreiro, C., & Almeida, R. D. (2021). Negacionismo religioso: Bolsonaro e lideranças evangélicas na pandemia Covid-19. Religião & Sociedade, 41, 49-74. https://doi.org/10.1590/0100-85872021v41n2cap02

Guimarães, R. (2020). Vacinas anticovid: um olhar da saúde coletiva. Ciência & Saúde Coletiva, 25, 3579-3585. https://doi.org/10.1590/1413-81232020259.24542020

Lamenha, F. O. P. S, Véras, R. M., Pereira, A. M. F., Silva, J. P. M., & Mendonça, B. C. A. (2021). Facilidades e dificuldades em utilizar as máscaras faciais para proteção contra a Covid- 19. IN S. C. S. Fernandes, & V. H. Souza (org), Adesão e acesso às medidas preventivas à Covid-19 à luz da teoria da ação (p. 56-65). Edufal. Disponível em http://edufal.com.br/produto/a-adesao-e-acesso-as-medidas-preventivas-a-covid-19-a-luz-da-teoria-da-acao-planejada/.

Le, T. T., Andreadakis, Z., Kumar, A., Román, R. G., Tollefsen, S., Saville, M., & Mayhew S. (2020). The COVID-19 vaccine development landscape. Nat Rev Drug Discov, 19(5), 305-306.

Lira, N. E. T., Silva, M. W. L. A., Castro, A. M. F. M., & Nascimento, M. S. (2021). Crenças acerca do distanciamento social como medida de proteção contra a Covid-19. IN S. C. S. Fernandes, & V. H. Souza (org), Adesão e acesso às medidas preventivas à Covid-19 à luz da teoria da ação (pp. 37-46). Edufal. Disponível em http://edufal.com.br/produto/a-adesao-e-acesso-as-medidas-preventivas-a-covid-19-a-luz-da-teoria-da-acao-planejada/.

Massarani, L., Brotas, A., Costa, M. C. R., & Neves, L. F. F. (2021). Vacinas contra a COVID-19 e o combate à desinformação na cobertura da Folha de S. Paulo. Fronteiras-estudos midiáticos, 23(2), 29-43. https://doi.org/10.4013/fem.2021.232.03

Ministério da Saúde. (2021). Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19. Brasília, 1-188 p. Disponível em https://www.gov.br/saude/pt-br/media/pdf/2021/marco/23/planovacinacaocovid_ed5_15-mar-2021_v2.pdf. Acessado em 26 de março de 2021.

Moutinho, K. & Roazzi, A. (2010). As teorias da ação racional e da ação planejada: relações entre intenções e comportamentos. Avaliação psicológica, Ribeirão Preto, SP, 9(2), 279-287. Disponível em https://www.redalyc.org/pdf/3350/335027283012.pdf.

Organização Mundial de Saúde. (2020). OMS afirma que COVID-19 é agora caracterizada como pandemia. Disponível em https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6120:oms-afirma-que-covid-19-e-agora-caracterizada-como-pandemia&Itemid=812.

Passos. F. T., & Moraes Filho, I. M. (2020). Movimento antivacina: revisão narrativa da literatura sobre fatores de adesão e não adesão à vacinação. Revista JRG de Estudos Acadêmicos, 3(6), 170-181. https://doi.org/10.5281/zenodo.3891915

Salviati, M. E. (2017). Manual do aplicativo Iramuteq (versão 0.7 Alpha 2 e R Versão 3.2. 3). Disponível em http://www. iramuteq. org/documentation/fichiers/manual-do-aplicativo-iramuteq-par-maria-elisabeth-salviati.

Souza, V. H., Pinto R. S., Ilha, A. O. G., Oliveira, E. C. T., & Melo, E. M. S. (2021). Acessos e barreiras da adesão ao comportamento de lavar as mãos como medida preventiva à covid-19. IN S. C. S. Fernandes, & V. H. Souza (org), Adesão e acesso às medidas preventivas à covid-19 à luz da teoria da ação (pp. 20-28). Edufal. Disponível em http://edufal.com.br/produto/a-adesao-e-acesso-as-medidas-preventivas-a-covid-19-a-luz-da-teoria-da-acao-planejada/.

Souza, K. A. C. de, & Reis, R. (2021). DESINFORMAÇÃO E NEGACIONISMO: ESTRATÉGIA DISCURSIVA DE JAIR BOLSONARO CONTRA A VACINA DA COVID-19. Anais do Seminário Comunicação e Territorialidades, 1(7). Disponível em: https://periodicos.ufes.br/poscom/article/view/37827

Twum, K. K., Ofori, D., Agyapong, G. K. Q., & Yalley, A. A. (2021). Intention to Vaccinate against COVID-19: a Social Marketing perspective using the Theory of Planned Behaviour and Health Belief Model. Journal of Social Marketing.

VISWANATH, K. et al. Individual and social determinants of COVID-19 vaccine uptake. BMC Public Health, v. 21, n. 1, p. 1-10, (2021).https://doi.org/10.1186/s12889-021-10862-1

Wu, F., Zhao, S., Yu, B., Chen, Y. M., Wang, W., Song, Z. G., ... & Pei, Y. Y. (2020). Um novo coronavírus associado a doenças respiratórias humanas na China. Nature, 579, 265-269

Downloads

Publicado

2022-07-08

Como Citar

Vagner Souza, Sheyla Fernandes, Stelio Novais, Jennyfer Chagas, Anna Clara Rocha, Jesana Silva, & Nycolas Lira. (2022). Análise das crenças sobre a adesão às vacinas contra a Covid-19 em um grupo de jovens Brasileiros. New Trends in Qualitative Research, 14, e614. https://doi.org/10.36367/ntqr.14.2022.e614