Conhecimento e letramento em saúde no pós-operatório tardio de revascularização do miocárdio

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.13.2022.e666

Palavras-chave:

Letramento em saúde, Cirurgia cardíaca, Enfermagem, Saúde do adulto

Resumo

Introdução: o letramento em saúde auxilia no aumento do conhecimento e das habilidades para acessar informações e gerenciar os cuidados de saúde, bem como no desenvolvimento de mecanismos para o autocuidado, especialmente na recuperação em pós-operatório de cirurgias cardíacas. Portanto existe a necessidade de interligar ações voltadas a saúde e mudança de comportamento das pessoas submetidas a cirurgia cardíaca, com a finalidade de auxiliar na sua recuperação, melhorar a qualidade de vida e identificar precocemente possíveis complicações. Objetivos: descrever o conhecimento e o letramento em saúde de adultos no pós-operatório tardio de revascularização do miocárdio. Métodos: estudo qualitativo com abordagem retrospectiva, realizado no período de dezembro de 2020 a abril de 2021, com 24 pessoas submetidas a cirurgia cardíaca no último semestre de 2019. Na coleta de dados utilizou-se um questionário semiestruturado, a Eight-Health Literacy Assessment Tool e um roteiro de entrevista. Para o tratamento dos dados, utilizou-se um software de pesquisa qualitativa, para posterior análise do conteúdo. Resultados: As entrevistas foram transcritas e possibilitaram a construção de um corpus geral constituído por 24 textos, separados em 430 segmentos de texto com aproveitamento de 86,5%. Após verificação da similitude emergiram em três categorias: “Entendimento, busca e compreensão das informações de saúde”; “Rede de apoio familiar e amigos, no cuidado após a cirurgia cardíaca” e “Momento Cirúrgico”. Conclusões. O letramento em saúde insatisfatório impactou na compreensão das informações de saúde fornecidas pela equipe multiprofissional, vindo a resultar na dificuldade de entendimento em relação a sua doença e execução dos cuidados no domicílio. Observou-se nos depoimentos, a ausência dos profissionais de saúde no planejamento e orientação dos cuidados no domicílio, sendo delegada aos familiares a responsabilidade da execução da terapêutica.

Referências

Ammouri, A. A., Kamanyires, J.K., Raddaha, A.H.A., Achora, S. & Obeidat, A. A. (2017). Another Chance at life: Jordanian patients’ experience of going through a myocardial infarction. Research and theory for nursing practice: An International Journal, 31(4), 334-338. https://doi.org/10.1891/154-6577.31.4.334

Balsas, A.M., Silveira, S.M., Bilro, S.A. & Marques, M.C. (2017). Gestão do autocuidado do doente com insuficiência cardíaca: Intervenção Enfermagem. Rev. Ibero-Americana de Saúde e Envelhecimento, 3(2),967-980. https://doir.org/10.24902/r.riase.2017.3(2).967

Castro, Y.T.B. de O., Rolim, I.L.T.P., Silva, A.C.O., & Silva, L.D.C. (2016). Conhecimento e significado do cateterismo cardíaco para participantes cardiopatas. Rev. da Rede de Enfermagem do Nordeste (Rene), 17(1),29-35. https://doi.org/10.15253/2175-6783.2016000100005

Coppetti, L. de C., Stumm, E.M.F. & Benetti, E.R. (2015). Considerações de pacientes no perioperatório de cirurgia cardíaca referentes às orientações recebidas do enfermeiro. Rev. Min. Enferm, REME, 19(1),113-119. https://doi.org/10.5935/1415-2762.20150010

Creswell, J.W. (2014). Investigação Qualitativa: Projeto de Pesquisa escolhendo entre cinco abordagens. (3rd ed.). São Paulo: Editora: Penso.

Magnani, J.W., Mujahid, M., Aronow, H.D., Cené,. CW., Dickson VV, Havranek E., Morgenstern, L.B., Paasche-Orlow, M.K., Pollak, A. & Willey, J.Z. (2018). Health literacy and cardiovascular disease: fundamental relevance to primary and secondary prevention: a scientific statement form the American Heart Association. Health Research Alliance, 136(2), e48-e74. https://doi.org/10.1161/ CIR.0000000000000579

Malta, D. & Merhy, E.E. (2010). O percurso da linha do cuidado sob a perspectiva das doenças crônicas não transmissíveis. Interface, 14(24), 593-606.

Matarese, M., Lommi, M., Marinis, M.G. de. & Riegel, B. (2018). A systematic review and integration of concept analyses of self-care and related concepts. Journal of Nursing Scholarship, 50(3),296-305. https://doi.org/10.1111/jnu.12385

Milani, P., Lanferdini, I.Z. & Alves, V.B. (2018). Percepção dos cuidadores frente à humanização da assistência no pós-operatório imediato de cirurgia cardíaca. J. Res.: Fundam. Care, 10(3), 810-816. https://doi.org/10.9789/2175-5361.2018.v10i3.810-816

Omari, F., Al-Zaru, I., & Al-Yousef, R.H. (2013). Perceived learning of Syrian patients postcoronary artery bypass graft surgery. Journal of Clinical Nursing, 23, 1708-1717. https://doi.org/10.1111/jocn.12319

Oscalices, M.I.L., Okuno, M.F.P., Lopes, M.C.B.T., Batista, R.E.A. & Campanhoro, C.R.V. (2019). Literacia em saúde e a adesão ao tratamento de pacientes com insuficiência cardíaca. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 53, e03447. https://doi.org/10.1590/S1980-220X2017039803447

Pedro, A.R., Amaral, O. & Escoval, A. (2016). Literacia em saúde, dados à ação: tradução, validação e aplicação do European Health Literacy Survey em Portugal. Rev. Port. Saúde Pública, 34(3), 259-275. https://doi.org/10.1016/j.rpsp.2016.07.002

Kripalani, S., Goggins, K., Nwosu, S., Schildcrout, J., Mixon, A., McNaughton, C., Scott, A.M.M. & Wallston, K.A. (2015). Medication Nonadherence before hospitalization for acute cardiac events. Journal of Health Communication, 20(0),34-42. https://doi.org/10.1080/10810/10810730.2015.1080331

Downloads

Publicado

2022-07-08

Como Citar

Vanêssa Piccinin Paz, Maria de Fátima Mantovani, Ângela Tais Mattei da Silva, Robson Giovani Paes, & Marta Cossetin Costa. (2022). Conhecimento e letramento em saúde no pós-operatório tardio de revascularização do miocárdio. New Trends in Qualitative Research, 13, e666. https://doi.org/10.36367/ntqr.13.2022.e666