Análise qualitativa da cultura de segurança em uma unidade de urgência e emergência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.13.2022.e668

Palavras-chave:

Segurança do paciente, Cultura de segurança, Técnico de enfermagem, Urgência, Emergência

Resumo

Introdução: Os técnicos de enfermagem são os profissionais que dedicam a maior parte de sua carga horária laboral à cuidados diretos ao paciente, fato esse que contribui para uma maior  probabilidade de se envolver em incidentes, logo, a compreensão da sua rotina e de suas percepções podem facilitar a identificação de fragilidades e fortalezas que inviabilizam e auxiliam, respectivamente, a cultura de segurança do paciente nesse tipo de serviço. Objetivo: Analisar a percepção dos técnicos de enfermagem sobre cultura de segurança na urgência e emergência. Métodos: Estudo transversal de abordagem qualitativa, realizado no setor de urgência e emergência de um hospital estadual do nordeste brasileiro. A coleta dos dados ocorreu em janeiro e fevereiro de 2019, para qual realizou-se uma pergunta aberta aos participantes. A amostra compôs-se de 88 técnicos de enfermagem. Para a análise dos dados recorreu-se ao apoio do software Interface de R pour les Analyses Multidimensionneles de textes et Questionnaires, a partir da Classificação Hierárquica Descendente e da Análise de Similitude. Resultados: Mediante a análise das respostas emergiram-se quatro classes: gestão organizacional e de pessoas; perspectivas para promover a cultura de segurança; obstáculos processuais na cultura de segurança e ações necessárias para fomento da cultura de segurança. Conclusões: Denotou-se que apesar dos técnicos de enfermagem reconhecerem a importância da cultura de segurança, ainda há alguns entraves para sua implementação de forma efetiva.

Referências

Anjos, M. A. M. & Oliveira, J. C. (2016). As percepções dos profissionais de enfermagem da central de material e esterilização: uma reflexão sobre a cultura observacional. Revista ACRED, 6(11), 1-9. https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=5602109

Brasil. (2013). Portaria n. 529, 01 de abril de 2013. Institui o Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP). Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília (DF). https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0529_01_04_2013.html

Bugs, T. V., Rigo, D. F. H., Bohrer, C. D., Borges, F., Oliveira, J. L. C., & Tonini, N. S. (2017). Dificuldades do enfermeiro no gerenciamento da unidade de pronto-socorro hospitalar. Rev Enfem UFSM, 7(1), 90-99. https://doi.org/10.5902/2179769223374

Camargo, B. V. & Justo, A. M. (2018). Tutorial para uso do software IRAMUTEQ. http://iramuteq.org/documentation/fichiers/tutoriel-portugais-22-11-2018

Carrera, S. A. & Aguiar, B. G. C. (2014). Cultura de Segurança do Paciente: a percepção do enfermeiro em um hospital oncológico. Revista ACRED, 4(7), 88-103. https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=5626595

Carvalho, P. A., Gottems, L. B. D., Pires, M. R. G. M. & Oliveira, M. L. C. (2015). Cultura de segurança no centro cirúrgico de um hospital público, na percepção dos profissionais de saúde. Rev. Latino-Am. Enfermagem, 23(6), 1041-1048. https://doi.org/10.1590/0104-1169.0669.2647

Cavalcante, A. K. C. B., Rocha, R. C., Nogueira, L. T., Avelino, F. V. S. D., & Rocha, S. S. (2015). Cuidado seguro ao paciente: contribuições da enfermagem. Revista Cubana de Enfermería, 31(4), 1-13. http://revenfermeria.sld.cu/index.php/enf/article/view/907

Conselho Federal de Enfermagem. (2015). O perfil da enfermagem no Brasil. Brasília: COFEN. http://www.cofen.gov.br/perfilenfermagem/index.html

Dantas, U. I. B., da Silva, R. C., Cavalcanti, A. U. A., Oliveira, C. K. N. & Nóbrega, F. P. (2015). O trabalho dos enfermeiros no setor de urgência: limites e perspectivas. Rev enferm UFPE online, 9(3), 7556-7561. https://doi.org/10.5205/1981-8963-v9i3a10494p7556-7561-2015

Garcia, A. B., Haddad, M. C. F. L., Dellaroza, M. S. G., Rocha, F. L. R. & Pissinati, P. S. C. (2016). Estratégias utilizadas por técnicos de enfermagem para enfrentar o sofrimento ocupacional em um pronto-socorro. Rev Rene, 17(2), 285-292. https://doi.org/10.15253/2175-6783.2016000200017

Macedo, T. R., Rocha, P. K., Tomazoni, A., Souza, S., Anders, J. C. & Davis, K. (2016). Cultura de segurança do paciente na perspectiva da equipe de enfermagem de emergências pediátricas. Rev Esc Enferm USP, 50(5), 757-763. https://doi.org/10.1590/S0080-623420160000600007

Ministério da Saúde. (2014a). Documento de referência para o programa nacional de segurança do paciente. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/documento_referencia_programa_nacional_seguranca.pdf

Ministério da Saúde. (2014b). Portaria n.354, de 10 de março de 2014: publica a proposta de Projeto de Resolução "Boas Práticas para Organização e Funcionamento de Serviços de Urgência e Emergência". https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2014/prt0354_10_03_2014.html

Minuzzi, A. P., Salum, N. C., Locks, M. O. H., Amante, L. N. & Matos, E. (2016). Contribuições da equipe de saúde visando à promoção da segurança do paciente no cuidado intensivo. Esc. Anna Nery, 20(1), 121-129. https://doi.org/10.5935/1414-8145.20160017

Novaretti, M. C. Z., Santos, E. V., Quitério, L. M. & Daud-Gallotti, R. M. (2014). Sobrecarga de trabalho da Enfermagem e incidentes e eventos adversos em pacientes internados em UTI. Rev Bras enferm, 67(5), 692-699. https://doi.org/10.1590/0034-7167.2014670504

Okuyama, A., Wagner, C. & Bijnen, B. (2014). Speaking up for patient safety by hospital-based health care professionals: a literature review. BMC health services research, 14(1), 1-8. https://doi.org/10.1186/1472-6963-14-61

Oliveira, D. A. & Guimarães, J. P. (2013). A importância do acolhimento com classificação de risco nos serviços de emergência. Caderno Saúde e Desenvolvimento, 2(2), 25-44. https://doi.org/10.18554/reas.v5i2.1546

Paese, F. & Sasso, G. T. M. (2013). Cultura de segurança do paciente na atenção primária à saúde. Texto Contexto Enferm, 22(2), 302-310. https://doi.org/10.1590/S0104-07072013000200005

Polit, D. F. & Beck, C. T. (2018). Essentials of Nursing Research. (9.ed). Philadelphia: Wolters Kluwer Health.

Rocha, F. L. R., Marziale, M. H. P., Carvalho, M. C., Cardeal, id S. F. & Campos, M. C. T. (2014). A cultura organizacional de um hospital público brasileiro. Rev esc Enferm USP, 48(2), 308-314. https://doi.org/10.1590/S0080-6234201400002000016

Rochefort, C. M., Buckeridge, D. L. & Abrahamowicz, M. (2015). Improving patient safety by optimizing the use of nursing human resources. Implementation Science, 10(89), 1-11. https://doi.org/10.1186/s13012-015-0278-1

Silva, A. T., Alves, M. G., Sanches, R. S., Terra, F. S. & Resck, Z. M. R. (2016). Assistência de enfermagem e o enfoque da segurança do paciente no cenário brasileiro. Saúde debate, 40(111), 292-301. https://doi.org/10.1590/0103-1104201611123

Silva, M. F., Anders, J. C., Rocha, P. K., Silva, M. O. V., Souza, S. & Carneiro, E. S. (2017). Transferência entre unidades hospitalares: implicações da comunicação na segurança do paciente pediátrico. Rev enferm UFPE online, 11(10), 3813-3820. https://doi.org/10.5205/reuol.12834-30982-1-SM.1110201715

Souza, V. S., Kawamoto, A. M., Oliveira, J. L. C., Tonini, N. S., Fernanades, L. M. & Nicola, A. L. (2015). Erros e eventos adversos: a interface com a cultura de segurança dos profissionais de saúde. Cogitare Enfermagem, 20(3), 474-481. http://dx.doi.org/10.5380/ce.v20i3.40687

Tomazoni, A., Rocha, P. K., Kusahara, D. M., Souza, A. I. J. & Macedo, T. R. (2015). Avaliação da cultura de segurança do paciente em terapia intensiva neonatal. Texto & Contexto Enfermagem, 24(1), 161-169. https://doi.org/10.1590/0104-07072015000490014

Wegner, W., da Silva, S. C., Kantorski, K. J. C., Predebon, C. M., Sanches, M. O. & Pedro, E. N. R. (2016). Educação para cultura da segurança do paciente: Implicações para a formação profissional. Esc. Anna Nery, 20(3), 1-8. https://doi.org/10.5935/1414-8145.20160068

Downloads

Publicado

2022-07-08

Como Citar

Manacés dos Santos Bezerril, Flavia Barreto Tavares Chiavone, Renilly de Melo Paiva, Larissa de Lima Ferreira, Marianny Naiara Paiva Dantas, & Viviane Euzebia Pereira Santos. (2022). Análise qualitativa da cultura de segurança em uma unidade de urgência e emergência. New Trends in Qualitative Research, 13, e668. https://doi.org/10.36367/ntqr.13.2022.e668