Cultura de segurança num serviço de urgência: Perceção dos Profissionias de Saúde - Revisão Sistemática da Literatura

Autores

  • Ana Martins Diz Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, Portugal
  • Pedro Bernardes Lucas Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.3.2020.909-919

Palavras-chave:

Segurança do Paciente; Serviço Hospitalar de Emergência; Percepções; Enfermeiros.

Resumo

Introdução: A segurança do doente em cuidados de saúde é uma prioridade global, que preocupa todos os implicados que dele dependem, imperando a necessidade de se conhecer em profundidade a realidade dos contextos particulares, como o serviço de urgência, para se garantir uma cultura de segurança. Objetivo: Analisar a evidência científica acerca da perceção dos enfermeiros sobre a cultura de segurança no serviço de urgência. Métodos: Revisão sistemática da literatura. Os estudos selecionados foram do período entre 2014 e 2019. Foram cinco os artigos que formaram o corpus amostral. Resultados: As perceções dos enfermeiros revelam que o ambiente de trabalho, o trabalho em equipa e as questões relacionadas com a liderança dos superiores hierárquicos são fatores fundamentais para se poder ter uma cultura de segurança que garanta a qualidade dos cuidados prestados. O aspeto mais negativo é a falta de cooperação entre os elementos da equipa. O fator mais valorizado para a garantia de uma cultura de segurança do doente foi o trabalho em equipa, garantindo a melhoria da assistência ao cliente, redução de eventos adversos e a prestação de cuidados de qualidade. Conclusão: As evidências contribuem para melhorar a qualidade dos cuidados prestados.

Downloads

Publicado

2020-07-10

Como Citar

Diz, A. M. ., & Lucas, P. B. . (2020). Cultura de segurança num serviço de urgência: Perceção dos Profissionias de Saúde - Revisão Sistemática da Literatura. New Trends in Qualitative Research, 3, 909–919. https://doi.org/10.36367/ntqr.3.2020.909-919