Teoria da Subjetividade: Um caminho para a compreensão da conjugalidade e de seus processos individuais e sociais expressados na psicoterapia

Autores

  • Valéria Deusdará Mori Departamento de Psicologia e Saúde do Centro Universitário de Brasília-UniCEUB, Brasil
  • Helena Abdalla Departamento de Psicologia e Saúde do Centro Universitário de Brasília-UniCEUB, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.9.2021.144-152

Palavras-chave:

Subjetividade, Psicoterapia, Dialogicidade, Conjugalidade

Resumo

A Psicologia como ciência compreendeu a subjetividade, essencialmente e simultaneamente, como um processo individual que determina todos os outros processos e também meramente social, sendo o homem determinado por ela. A subjetividade é produzida historicamente e não um resultado direto dos processos que vivemos nos espaços que compartilhamos. O objetivo do presente artigo é explicar a psicoterapia de casal como um cenário favorecedor para compreensão dos processos subjetivos individuais e sociais, implicados na conjugalidade. Esses aspectos evidenciam-se de acordo com a Teoria da Subjetividade em uma perspectiva histórica e cultural. E a Epistemologia Qualitativa, na qual se apoia a pesquisa construtivo-interpretativa orientando os processos metodológicos desta pesquisa. Realizada em um consultório particular com um casal, cujas ferramentas utilizadas são o diálogo e complemento de frases. Constatou-se que os processos de desenvolvimento subjetivo apresentados na relação conjugal, se organizam em configurações subjetivas complexas e contraditórias. Os sentidos subjetivos decorrentes do sistema individual e social, referentes às histórias de vida singulares e às características da subjetividade social brasileira perpassam, de forma mútua, pela singularidade de cada pessoa e são expressados pelo caráter dialógico do espaço psicoterapêutico.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Valéria Deusdará Mori, & Helena Abdalla. (2021). Teoria da Subjetividade: Um caminho para a compreensão da conjugalidade e de seus processos individuais e sociais expressados na psicoterapia. New Trends in Qualitative Research, 9, 144–152. https://doi.org/10.36367/ntqr.9.2021.144-152