Grupo focal com residentes multiprofissionais no contexto da pandemia COVID-19: Relato de experiência

Autores

  • Nádia Cristina Cardoni Faculdade de Medicina de Marília, Brasil
  • Mara Quaglio Chirelli Faculdade de Medicina de Marília, Brasil
  • Danielle Abdel Massih Pio Faculdade de Medicina de Marília, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.18-25

Palavras-chave:

Pandemias, Aprendizagem Ativa, Pesquisa Qualitativa, Grupos Focais.

Resumo

Introdução: Em dezembro de 2019, os primeiros casos relatados da ocorrência da SARS-CoV-2, nome da síndrome respiratória ocasionada pelo novo coronavírus, foram inicialmente detectadas em Wuhan, capital da província da China Central. Com comportamento errático e de fácil disseminação fez com que a Organização Mundial de Saúde (OMS), elevasse a doença ao status de Pandemia. Sendo necessário a adoção de uma série de medidas preventivas, como o distanciamento social. O isolamento social, fez escolas, faculdades e universidades brasileiras interrompesse suas atividades, assim, tornaram-se necessárias estratégias para a manutenção das atividades de ensino e pesquisa, destacando-se a substituição das atividades presencias de ensino por remotas. Neste sentido, todos os processos de investigações científicas nas universidades foram impactados pela pandemia. Portanto, dentro das abordagens qualitativas, as estratégias de coleta de dados, dentre essas o uso do grupo focal (GF), também necessitou de adaptações. Objetivo: O objetivo do estudo foi relatar a estratégia de coleta de dados por meio de GF online no contexto da pandemia pela COVID-19. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo do tipo relato de experiência sobre o uso do GF na coleta de dados, considerando a situação pandêmica pela COVID-19 realizada a partir da investigação de ações desenvolvidas pelos Programas de Residência Integrada Multiprofissional (RIMS) em Saúde Coletiva e Saúde Mental em município da região centro-oeste do estado de São Paulo, Brasil, durante o período de novembro a dezembro de 2020. Resultados: A técnica de GF surge como uma abordagem qualitativa de coleta de dados e uma estratégia de ponte para a pesquisa científica e o conhecimento local. Conclusão: Conclui-se, portanto, que a realização do GF na modalidade online pode sim ser considerada como uma ferramenta alternativa em cenários de pandemia como os vivenciados atualmente, que resultam na impossibilidade ou redução de se realizar reuniões presenciais.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Nádia Cristina Cardoni, Mara Quaglio Chirelli, & Danielle Abdel Massih Pio. (2021). Grupo focal com residentes multiprofissionais no contexto da pandemia COVID-19: Relato de experiência. New Trends in Qualitative Research, 8, 18–25. https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.18-25