Análise do Processo do Cuidar na Atenção Básica: Deslocando o Olhar do Eu-Trabalhador

Autores

  • Thalita da Rocha Marandola Universidade Estadual Londrina, Brasil
  • Célia Maria da Rocha Marandola Universidade Estadual Londrina, Brasil
  • Josiane Vivian Camargo de Lima Universidade Estadual Londrina, Brasil
  • Katia Santos de Oliveira Universidade Estadual Londrina, Brasil
  • Maira Sayuri Sakay Bortoletto Universidade Estadual Londrina, Brasil
  • Regina Melchior Universidade Estadual Londrina, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.70-77

Palavras-chave:

Produção do Cuidado, Atenção Básica, Cartografia, Processo de Trabalho, Usuário Cidadão Guia

Resumo

A Atenção Básica (AB) é o principal acesso da população as serviços do Sistema Único de Saúde brasileiro, é neste campo que a Estratégia Saúde da Família (ESF) atua com a promoção, prevenção, reabilitação, produzindo o cuidado com o usuário pertencente a sua área de abrangência. A ESF compõem o território dos usuários e está próximas as famílias e são nestas relações que há produção do cuidado. Conhecendo este contexto, é relevante discutirmos as práticas de cuidado realizadas nestes espaços, de forma a contribuir com o processo de trabalho destas equipes e apoiá-los na produção do cuidado em saúde.  Objetivos: analisar a produção do cuidado realizado pelos trabalhadores de uma equipe da Estratégia Saúde Família, de um município de grande porte, no sul do País. Métodos: Trata-se de uma pesquisa interferência, na perspectiva cartográfica, que utilizou-se do usuário cidadão guia e tenda do conto para acessar as formas como o cuidado é produzido. Foi escolhida uma família cidadã guia a partir das indicações da equipe de ESF de uma UBS. O acompanhamento ocorreu no período de 2016 e 2017. Os encontros foram registrados por meio de gravações em áudio e diário de campo. A tenda do conto foi uma ferramenta utilizada em uma das reuniões de equipe como um dispositivo disparador para a reflexão do trabalho. Resultados e conclusão: a complexidade do caso apresentado pela família cidadã guia suscitou a discussão do processo de subjetivação a que estamos sujeitos, e que produzem olhar armado sobre o usuário e suas necessidades em saúde de forma a interferir diretamente na produção do cuidado deste indivíduo/família. Identificamos que uma forma de apoiar o trabalhador em saúde nesta desconstrução do olhar armado é incentivando a reflexão do processo de trabalho diário. E a educação permanente em saúde (EPS) é apresentada como uma alternativa neste processo.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Thalita da Rocha Marandola, Célia Maria da Rocha Marandola, Josiane Vivian Camargo de Lima, Katia Santos de Oliveira, Maira Sayuri Sakay Bortoletto, & Regina Melchior. (2021). Análise do Processo do Cuidar na Atenção Básica: Deslocando o Olhar do Eu-Trabalhador. New Trends in Qualitative Research, 8, 70–77. https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.70-77