Prevenção e intervenção à dependência de álcool ao idoso na Atenção Primária à Saúde: Revisão integrativa da literatura

Autores

  • José Stéfano Faia Destro Faculdade de Medicina de Marília, Estado de São Paulo, Brasil
  • Elza de Fátima Ribeiro Higa Faculdade de Medicina de Marília, Estado de São Paulo, Brasil
  • Márcia Aparecida Padovan Otani Faculdade de Medicina de Marília, Estado de São Paulo, Brasil
  • Maria José Sanches Marin Faculdade de Medicina de Marília, Estado de São Paulo, Brasil
  • Rodolfo de Oliveira Medeiros Faculdade de Medicina de Marília, Estado de São Paulo, Brasil
  • Jaqueline Dias do Nascimento Universidade Federal do Paraná, Estado do Paraná, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.254-262

Palavras-chave:

Idoso, Álcool, Alcoolismo, Transtornos Relacioandos ao Uso de Álcool, Atenção Primária à Saúde

Resumo

Introdução: O Brasil tem vivenciado um rápido processo de transição demográfica trazendo consigo novos desafios à saúde pública, dentre eles, a dependência de álcool entre idosos. Objetivo: analisar as evidências literárias sobre as ações de prevenção e intervenção para ao idoso dependente de álcool na Atenção Primária à Saúde (APS). Método: Revisão Integrativa da Literatura realizada em 2020 nas bases de dados LILACS, BDEnf, CUMED, IBECS, MedLine, SciELO, SCOPUS e Web of Science, a partir dos seguintes descritores: “Idoso”, “Álcool”, “Alcoolismo”, “Transtornos Relacionados ao Uso de Álcool” e “Atenção Primária à Saúde”. Os critérios de inclusão foram: artigos originais disponíveis on-line na íntegra, nos idiomas inglês, português e espanhol e os de exclusão artigos de revisão bibliográfica, teses, dissertações e opinião de especialistas. Foram identificados um total de 1159 artigos, após exclusão por duplicidade, aplicação de critérios de exclusão e análise qualitativa, permaneceram seis artigos. Resultados: da análise dos dados obtidos foram estruturadas três categorias: Necessidade de triagem para consumo de álcool em pacientes idosos da APS, Eficácia de Intervenção Breve para consumo de álcool na APS e Barreiras para implementação de triagem para consumo de álcool e Intervenção Breve. Conclusões: a aplicação de estratégias de enfrentamento ao consumo de álcool aos pacientes idosos da APS possui custo benefício comprovado, porém não são amplamente realizadas, havendo mais barreiras do que facilitadores para sua implementação. Diante deste contexto, é necessário a realização de estudos objetivando avaliar a eficácia da triagem para consumo de álcool e Intervenção Breve em idosos devido a escassez de estudos em âmbito nacional.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

José Stéfano Faia Destro, Elza de Fátima Ribeiro Higa, Márcia Aparecida Padovan Otani, Maria José Sanches Marin, Rodolfo de Oliveira Medeiros, & Jaqueline Dias do Nascimento. (2021). Prevenção e intervenção à dependência de álcool ao idoso na Atenção Primária à Saúde: Revisão integrativa da literatura. New Trends in Qualitative Research, 8, 254–262. https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.254-262