Análise qualitativa do Plano Municipal de Saúde de São Paulo, Brasil – Com o apoio do software webQDA®

Autores

  • Alexandra Bulgarelli do Nascimento Centro Universitário Senac - SP, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.304-312

Palavras-chave:

Pesquisa Qualitativa, Planejamento em Saúde, Sistema Único de Saúde, Avaliação das Necessidades de Cuidados de Saúde, Vulnerabilidade Social

Resumo

Introdução: O Sistema Único de Saúde, no Brasil, tem o objetivo de assistir à população em suas necessidades em saúde. Para tanto, os municípios contam com o Plano Municipal de Saúde (PMS) para planejar e monitorar as ações implementadas. Objetivos: Analisar como o PMS de São Paulo reconhece as necessidades em saúde da população, em especial, de grupos sociais vulneráveis, e analisar o apoio do software webQDA® na organização e análise do grande volume de dados qualitativos provenientes do PMS de São Paulo. Método: Estudo qualitativo com análise de conteúdo de Bardin e apoio do webQDA®, para desvelar o significado do PMS de São Paulo de 2014-2017. Resultados e Discussão: O PMS em arquivo word foi inserido no webQDA® como fonte interna. A árvore de codificação das categorias empíricas foi criada, com a inclusão dos códigos: ‘Vulnerabilidades Sociais’ e ‘Resposta às Necessidades em Saúde’, e a análise de conteúdo de Bardin, foi realizada evidenciando que o PMS de 2014-2017 está centrado em ideias de natureza funcionalistas e pautado na produtividade dos serviços, em detrimento da identificação das heterogêneas necessidades em saúde, em especial, de grupos sociais vulneráveis. Conclusões: O PMS de 2014-2017 trouxe alguns objetivos relacionados à presença de vulnerabilidades na cidade de São Paulo, o que é um avanço, apesar de quantitativamente possuir reduzida representatividade frente à maioria dos objetivos propostos e direcionados para responder à ocorrência de doenças e agravos, desarticulados dos perfis epidemiológicos dos diferentes grupos sociais. O webQDA® apoiou o desenvolvimento deste estudo, ao permitir o manejo de grande volume de dados qualitativos, bem como o remanejamento de trechos do PMS entre os códigos, como proposto pela análise de conteúdo de Bardin que estabelece a necessidade de exaustão da análise dos fragmentos extraídos para composição das unidades de significado e explicação do fenômeno sob análise.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Alexandra Bulgarelli do Nascimento. (2021). Análise qualitativa do Plano Municipal de Saúde de São Paulo, Brasil – Com o apoio do software webQDA® . New Trends in Qualitative Research, 8, 304–312. https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.304-312