Ocorrência de erros na administração de medicação - Revisão Integrativa

Autores

  • Célia Sofia Barreiros Samico Nursing School of Lisbon. Lisbon, Portugal
  • Adriana Henriques Department of Community Nursing, Researcher Nursing Research, Innovation and Development Centre of Lisbon (CIDNUR). Nursing School of Lisbon and Institute of Environmental Health, FMUL, Lisboa, Portugal
  • Pedro Lucas Nursing Research, Innovation and Development Centre of Lisbon (CIDNUR). Nursing School of Lisbon, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.496-504

Palavras-chave:

Segurança do Doente, Erros de Medicação, Enfermeiras

Resumo

A complexidade de cuidados associada ao uso de tecnologia, medicamentos e outros tratamentos é um desafio para as organizações de saúde, e está muitas vezes na base da existência de eventos adversos. A administração de medicação é considerada uma atividade crucial no que concerne a segurança dos doentes. A ocorrência de erros durante o processo de gestão da medicação acarreta importantes custos para os doentes, profissionais e Serviço de Sáude. Nos países europeus 8 a 12% dos doentes internados num hospital apresentaram eventos adversos sobretudo como erros de medicação. A Organização Mundial da Saúde definiu como terceiro Desafio Global de Segurança do Paciente, a Medicação sem danos. Objetivo: identificar a evidência científica sobre a ocorrência de erros na administração da medicação. Métodos: Revisão integrativa da literatura, com pesquisa nas bases de dados CINAHL, Cochrane, Mediclatina, MEDLINE, CUIDEN e referências bibliográficas dos artigos incluídos. Limitadores: artigos publicados de 2015 a 2020; texto integral e Europa. Resultados: Incluídos 11 artigos que descrevem relação entre ocorrência de erros e fatores da organização (Interrupções, recursos humanos insuficientes; ritmos trabalho acelerados, cargas de trabalho e cultura punitiva); fatores do sistema de medicação (sistemas de segurança) e fatores individuais (cansaço, falta de competências, negligência). Conclusão: Melhorar o ambiente da prática de enfermagem e garantir a existência de sistemas e rotinas de segurança na administração de medicação, uma cultura organizacional não punitiva e recursos humanos suficientes (treinados e com educação no uso seguro do medicamento), têm impacto na diminuição da ocorrência de erros de medicação e consequentemente, promotores da segurança do doente.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Célia Sofia Barreiros Samico, Adriana Henriques, & Pedro Lucas. (2021). Ocorrência de erros na administração de medicação - Revisão Integrativa. New Trends in Qualitative Research, 8, 496–504. https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.496-504