Percepção de mães de crianças autistas sobre o isolamento social motivado pela pandemia do Covid-19

Autores

  • Leila Maria de Andrade Filgueira Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade de Fortaleza, Brasil
  • Aline Veras Morais Brilhante Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade de Fortaleza, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.514-520

Palavras-chave:

Covid-19, Autismo, Gênero

Resumo

A pandemia do covid-19 gerou um contexto ansiogênico para pessoas autistas. Objetivo: Analisar os efeitos do isolamento social associado ao controle pandêmico sobre a vida de familiares cuidadores de crianças autistas. Método: Trata-se de uma pesquisa qualitativa realizada no período de abril a maio de 2020, com 14 mães com idades entre 28 e 47 anos e um pai com 34 anos. A coleta dos dados foi realizada por entrevistas semiestruturadas realizadas por meios digitais. Os dados foram analisados segundo a análise temática de conteúdo, partindo do paradigma da Neurodiversidade. Resultados: Do processo de análise emergiram três categorias: magnificação das questões de gênero durante a pandemia, anseios relacionados ao processo terapêutico da criança e resiliência e religiosidade. Conclusão: Conclui-se que a pandemia potencializou desigualdades de gênero, culminando no desgaste físico, psíquico e emocional dessas mulheres. Atrelada a essas questões, emerge a preocupação com prejuízos no desenvolvimento dos filhos. Esses anseios, amplificam a auto responsabilização dessas mulheres, culminando em um sentimento de culpa que encontra amparo na religiosidade como principal estratégia de enfrentamento.

Downloads

Publicado

2021-06-25

Como Citar

Leila Maria de Andrade Filgueira, & Aline Veras Morais Brilhante. (2021). Percepção de mães de crianças autistas sobre o isolamento social motivado pela pandemia do Covid-19. New Trends in Qualitative Research, 8, 514–520. https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.514-520