Triangulação de métodos: Um caminho para a Avaliação de projetos de educação permanente em Saúde

Autores

  • Gilmara Apolinário Reis Universidade Federal do Tocantins, Brasil
  • Marta Azevedo dos Santos Universidade Federal do Tocantins, Brasil
  • Caroline Roberta Freitas Pires Universidade Federal do Tocantins, Brasil
  • Neilton Araújo de Oliveira Universidade Federal do Tocantins, Brasil
  • Eduardo José Cezari Universidade Federal do Tocantins, Brasil
  • Danielle Keilla Alencar Cruz Ministério da Saúde, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.630-636

Palavras-chave:

Pesquisa Educacional Qualitativa, Educação Permanente em Saúde, Programa Academia da Saúde

Resumo

No Brasil, o programa Academia da saúde representa uma das principais estratégias para o enfrentamento ao avanço das DCNT, por isso, visando seu fortalecimento, o Ministério da Saúde (MS) desenvolveu em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT), um caderno técnico e uma formação presencial, a partir de um processo pedagógico participativo baseado em metodologias ativas de ensino-aprendizagem. Com isso posto, a pergunta colocada foi se a triangulação de métodos, possibilita uma avaliação de projetos de educação permanente e um revisitar das várias possibilidades metodológicas na pesquisa qualitativa. O presente artigo objetiva analisar e descrever como a estratégia de triângulação de métodos foi empregada para o desvelar de ambos os processos formativos. Trata-se de uma pesquisa educacional de natureza qualitativa, do tipo pesquisa-ação, com enfoque crítico-participativo, delineamento exploratório-descritivo e recorte transversal. A coleta de dados ocorreu no período de maio a dezembro de 2019, sendo utilizada a estratégia de avaliação por triangulação de métodos qualitativos (observação-participante, análise documental e entrevista com informante-chave). Para a análise dos dados foram utilizadas as técnicas de análise de conteúdo proposta por Bardin e análise documental. A entrevista com informante-chave permitiu resgatar o processo de construção do caderno técnico, já os achados observacionais e documentais permitiram refazer o trajeto percorrido pelos educadores para a construção e aplicação da formação presencial, desde a composição da equipe interdisciplinar e implicada no quadrilátero do SUS, até as técnicas e recursos pedagógicos utilizados na formação presencial aplicada, que se mostraram alinhados à pedagogia freiriana, na qual se embasa a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde do SUS. A estratégia de triangulação de métodos qualitativos permitiu elucidar de forma aprofundada e assertiva as etapas percorridas e as interfaces pedagógicas utilizadas, tanto na construção do caderno, como da formação presencial, a partir de perspectivas integradas, garantindo maior representação da realidade na pesquisa realizada.

Downloads

Publicado

2021-07-08

Como Citar

Gilmara Apolinário Reis, Marta Azevedo dos Santos, Caroline Roberta Freitas Pires, Neilton Araújo de Oliveira, Eduardo José Cezari, & Danielle Keilla Alencar Cruz. (2021). Triangulação de métodos: Um caminho para a Avaliação de projetos de educação permanente em Saúde. New Trends in Qualitative Research, 8, 630–636. https://doi.org/10.36367/ntqr.8.2021.630-636