A enfermagem diante da (I) mobilidade de pessoas idosas hospitalizadas: Estudo de representações sociais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36367/ntqr.13.2022.e698

Palavras-chave:

Idosos - hospitalização, Limitação da mobilidade – Idosos, Cuidados de enfermagem

Resumo

Introdução:  A mobilidade é uma ação básica praticada durante a execução dos cuidados gerais de enfermagem durante a hospitalização. Contudo, quando se trata de pessoas idosas, essa ação geralmente é polemizada por se constituir um risco para quedas. Objetivo: Apreender a estrutura da representação social da equipe de enfermagem acerca da mobilidade para pessoa idosa hospitalizada. Método: Pesquisa descritiva-exploratória de abordagem qualitativa, fundamentada na Teoria das Representações Sociais, com foco na abordagem estrutural. O grupo social estudado foi composto por 100 profissionais da equipe de enfermagem atuantes em unidades destinadas ao cuidado de pessoas idosas, em um hospital universitário, na cidade de Salvador, Bahia, Brasil. A coleta dos dados ocorreu em dois momentos, através da associação livre de palavras e entrevista não-estruturada. Os dados da associação livre de palavras foram processados pelo software EVOC que determinou a estrutura da representação social através do quadro de quatro casas. Para as entrevistas utilizou-se a análise de conteúdo. A discussão envolveu todo o corpus da pesquisa. Resultados: No quadro, considerando a frequência e a ordem média das evocações, os termos “Queda, Acamado e Cuidado” compuseram o núcleo central. Da análise das entrevistas, surgiram três categorias temáticas: cuidados de mobilidade envolvendo os riscos, cuidados de mobilidade, voltados para manter a independência/autonomia e cuidado para lidar com as barreiras à mobilidade. Para a equipe de enfermagem investigada a representação social da mobilidade está associada a deambulação, com movimentos limitados diante dos riscos de queda que interfere na autonomia e independência. Conclusão: A estrutura das Representações Sociais sobre a mobilidade da pessoa idosa hospitalizada está ancorada em situações do cotidiano da prática profissional do grupo investigado, evidenciando conflitos entre promover prevenção/recuperação da incapacidade pela hospitalização e evitar outros danos à saúde pelo risco de quedas.

Referências

Bardin, L. (2016). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70; LDA, 2009. Brasil. Ministério da Educação. Cursos e Instituições.

Resolução RDC nº 36, de 25 de Julho de 2013. Institui ações para a segurança do paciente em serviços de saúde e dá outras providências. Ministério da Saúde, Brasil.

Carvalho, T. C., Valle, A. P. D., Jacinto, A. F., Mayoral, V. F. D. S., & Boas, P. J. F. V. (2018). Impacto da hospitalização na funcionalidade de idosos: estudo de coorte. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 21, 134-142. doi: https://doi.org/10.1590/1981-22562018021.170143

Cavalcante, M. L. S. N., Borges, C. L., Moura, A. M. F. T. D. M., & Carvalho, R. E. F. L. D. (2016). Indicators of health and safety among institutionalized older adults. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 50, 0602-0609.50(4):600-606. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420160000500009.

Constantin, S., & Dahlke, S. (2018). How nurses restore and maintain mobility in hospitalised older people: an integrative literature review. International journal of older people nursing, 13(3), e12200. doi: https://doi.org/10.1111/opn.12200.

Souza, C. D., Fontana, R. T., Rodrigues, F. C. P., Meneghete, M. C., da Silva Copetti, T., Lazarotto, M. S., & Bittencourt, V. L. L. (2020). Concepções da equipe de enfermagem sobre a prevenção de quedas em ambiente hospitalar. Brazilian Journal of Health Review, 3(4), 8341-8356. doi: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-089.

Dermody, G., & Kovach, C. R. (2018). Barriers to promoting mobility in hospitalized older adults. Research in gerontological nursing, 11(1), 17-27. doi: https://doi.org/10.3928/19404921-20171023-01.

Eliopoulos, C. (2019). Enfermagem Gerontológica. 9ª ed. Artmed. Porto Alegre, Brasil. 2019

Ferreira, L. M. D. B. M., Jerez-Roig, J., Andrade, F. L. J. P. D., Oliveira, N. P. D. D., Araújo, J. R. T. D., & Lima, K. C. D. (2016). Prevalência de quedas e avaliação da mobilidade em idosos institucionalizados. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 19, 995-1003. doi: https://doi.org/10.1590/1981-22562016019.160034.

Góes, R. P., Pedreira, L. C., Fonseca, E. D. O. S., Coifman, A. H. M., Amaral, J. B. D., & Souza, M. L. D. (2021). Factors inherent to the onset of urinary incontinence in the hospitalized elderly patients analyzed in the light of the Donabedian’s triad. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 55. doi: https://doi.org/10.1590/S1980-220X2020004003773.

Hoogerduijn, J. G., Schuurmans, M. J., Duijnstee, M. S., De Rooij, S. E., & Grypdonck, M. F. (2007). A systematic review of predictors and screening instruments to identify older hospitalized patients at risk for functional decline. Journal of clinical nursing, 16(1), 46-57. doi: https://doi.org/10.1111/j.1365-2702.2006.01579.

Doherty?King, B., Yoon, J. Y., Pecanac, K., Brown, R., & Mahoney, J. (2014). Frequency and duration of nursing care related to older patient mobility. Journal of Nursing Scholarship, 46(1), 20-27. doi: https://doi.org/10.1111/jnu.12047.

Doherty-King, B., & Bowers, B. J. (2013). Attributing the responsibility for ambulating patients: a qualitative study. International journal of nursing studies, 50(9), 1240-1246. doi: 10.1016/j.ijnurstu.2013.02.007.

Kirk, J. W., Bodilsen, A. C., Sivertsen, D. M., Husted, R. S., Nilsen, P., & Tjørnhøj-Thomsen, T. (2019). Disentangling the complexity of mobility of older medical patients in routine practice: an ethnographic study in Denmark. PLoS One, 14(4), e0214271. doi: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0214271.

Kneafsey, R., Clifford, C., & Greenfield, S. (2013). What is the nursing team involvement in maintaining and promoting the mobility of older adults in hospital? A grounded theory study. International journal of nursing studies, 50(12), 1617-1629. doi: https://doi.org/10.1016/j.ijnurstu.2013.04.007.

Lim, S. H., Ang, S. Y., Ong, H. K., Lee, T. Z. Y., Lee, T. X. L., Luo, E. Z., & Thilarajah, S. (2020). Promotion of mobility among hospitalised older adults: an exploratory study on perceptions of patients, carers and nurses. Geriatric Nursing, 41(5), 608-614. doi: https://doi.org/10.1016/j.gerinurse.2020.03.015.

Lim, S., Ibrahim, K., Dodds, R., Purkis, A., Baxter, M., Rogers, A., ... & Roberts, H. C. (2020). Physical activity in hospitalised older people: the feasibility and acceptability of a volunteer-led mobility intervention in the SoMoVe™ study. Age and Ageing, 49(2), 283-291. doi: https://doi.org/10.1093/ageing/afz114.

Resnick, B., & Boltz, M. (2019). Optimizing function and physical activity in hospitalized older adults to prevent functional decline and falls. Clinics in geriatric medicine, 35(2), 237-251. doi: https://doi.org/10.1016/j.cger.2019.01.003.

Sá, C. P. D. (2002). Núcleo central das representações sociais. In Núcleo central das representações sociais (pp. 189-189).

Santos, B. P. D., Amorim, J. S. C. D., Poltronieri, B. C., & Hamdan, A. C. (2021). Associação entre limitação funcional e deficit cognitivo em pacientes idosos hospitalizados. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, 29. doi: https://doi.org/10.1590/2526-8910.ctoAO2101.

Santos, E. I., Alves, Y. R., Gomes, A. M. T., Silva, A. C. S. S., Mota, D. B., & Almeida, E. A. (2016). Representaciones sociales de enfermería desarrollada por profesionales de salud no enfermeros. O Braz J Nurs [Internet], 15(2), 146-56. doi: https://doi.org/10.17665/1676-4285.20165294.

Sarges, N. D. A., Santos, M. I. P. D. O., & Chaves, E. C. (2017). Evaluation of the safety of hospitalized older adults as for the risk of falls. Revista Brasileira de Enfermagem, 70, 860-867. doi: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0098.

Silva, S. P. Z., Marin, M. J. S., & Rodrigues, M. R. (2015). Condições de vida e de saúde de idosos acima de 80 anos. Revista Gaúcha de Enfermagem, 36, 42-48. doi: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2015.03.50263.

Sourdet, S., Lafont, C., Rolland, Y., Nourhashemi, F., Andrieu, S., & Vellas, B. (2015). Preventable iatrogenic disability in elderly patients during hospitalization. Journal of the American Medical Directors Association, 16(8), 674-681. doi: https://doi.org/10.1016/j.jamda.2015.03.011.

Surkan, M. J., & Gibson, W. (2018). Interventions to mobilize elderly patients and reduce length of hospital stay. Canadian journal of cardiology, 34(7), 881-888. doi: https://doi.org/10.1016/j.cjca.2018.04.033.

Tavares, J. P. D. A., Nunes, L. A. N. V., & Grácio, J. C. G. (2021). Hospitalized older adult: predictors of functional decline. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 29. doi: https://doi.org/10.1590/1518-8345.3612.3399.

Valenzuela, P. L., Morales, J. S., Pareja-Galeano, H., Izquierdo, M., Emanuele, E., de la Villa, P., & Lucia, A. (2018). Physical strategies to prevent disuse-induced functional decline in the elderly. Ageing research reviews, 47, 80-88. doi: https://doi.org/10.1016/j.arr.2018.07.003

Downloads

Publicado

2022-07-08

Como Citar

Pedro Henrique Costa Silva, Larissa Chaves Pedreira, Jeane Freitas de Oliveira, Mirian Santos Paiva, Levi Moura Santos, & Roberta Pereira Góes. (2022). A enfermagem diante da (I) mobilidade de pessoas idosas hospitalizadas: Estudo de representações sociais . New Trends in Qualitative Research, 13, e698. https://doi.org/10.36367/ntqr.13.2022.e698